Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Laboratórios > Laboratório de Programação Extrema (Labex)
Início do conteúdo da página

Laboratório de Programação Extrema (Labex)

Publicado: Quarta, 03 de Maio de 2017, 10h22 | Última atualização em Quarta, 03 de Maio de 2017, 10h49 | Acessos: 65

O Laboratório de Programação Extrema (LABEX), ligado a Faculdade de Sistemas de Informação da UFPA/Campus Universitário de Cametá, se dedica no desenvolvimento de pesquisas e projetos inovadores.

Endereço

Campus Universitário do Tocantins/Cametá
Prédio Professor Orlando Cassique Sobrinho Alves
Trav. Pe. Antônio Franco, 2617 - Bairro da Matinha
CEP 68400-000    Cametá-PA

Telefones: (91) 3781-1182

Facebook: https://www.facebook.com/labprogramacaoextrema02/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCRz1QQ_tS0qRTWvu7Pj0Hxg
Site do Laboratório: http://www.projetoslabex.com.br

 

Projetos

Título: A Extensão do Ensino de Programação para Plataformas Móveis
Resumo: O curso de sistemas de informação da UFPA está cada vez mais refinando sua identidade de formador de desenvolvedores para plataformas móveis. Este fato é justificado por um mercado que busca de maneira constante por produtos inovadores e que atendam as necessidades do dia a dia. Em adição, os usuários de smartphones já não se dissociam da utilização dos aplicativos, por exemplo, Facebook e Whatsapp são aplicativos utilizados por grande população dos brasileiros. Neste contexto, a tecnologia da informação se apresenta como uma área do conhecimento que continua crescendo, ainda que a economia do Brasil ande na direção contrária. Nos últimos dois anos, os bolsistas do LABEX, localizado na UFPA Campus Tocantins/Cametá, aprimoraram seus conhecimentos e ganharam experiência sobre desenvolvimento de aplicativos para plataformas móveis. Desta forma, este projeto visa disseminar o know-how dos alunos do LABEX através da prática da extensão universitária. Para isto, os bolsistas e voluntários deste projeto irão preparar um conjunto de matérias baseados em apostilas e vídeos com o intuito de auxiliar o aprendizado dos interessados em programação para plataformas móveis. Adicionalmente, durante este projeto serão ofertados cursos de curta duração, ou seja, dois meses, os quais terão como principal objetivo ensinar os passos para alunos de graduação da área tecnológica que visam desenvolver aplicativos. Ao final deste projeto, espera-se que os alunos envolvidos possam publicar gratuitamente os resultados alcançados durante o curso.

Título: Desenvolvimento de Sistema Interativo Baseado em Geolocalização para Auxílio de Políticas Públicas
Resumo: Com base nas dificuldades enfrentadas pela sociedade em participar das tomadas de decisão do seu município, motivo pelo qual aconteceram várias manifestações no ano de 2013 no Brasil, analisou-se a ideia de proporcionar a comunicação governo-cidadão, através de um canal digital para que a população possa colaborar relatando os diversos problemas de sua comunidade. Nesse contexto, devido à crescente popularidade de utilização de plataformas móveis com acesso à internet, surge esta proposta de desenvolvimento de um sistema que utiliza técnicas de geoprocessamento e recursos fornecidos pela plataforma Android, por exemplo, analise de informações em grande volume de dados, sensoriamento remoto, manipulação de mapas, obtenção e envio de coordenadas e envio de fotos via internet.
Estes recursos e técnicas são as bases deste trabalho para a elaboração de um sistema interativo e colaborativo destinado ao auxílio de políticas públicas municipais. O sistema possui duas aplicações destinadas a públicos distintos, uma parte do sistema é o desenvolvimento do aplicativo para dispositivo móvel o qual foi projetado para o envio de reclamações à prefeitura, o aplicativo será para uso do cidadão em que será possível enviar via internet uma reclamação contendo informações, como sua localização obtida através de coordenadas GPS, e uma foto do local em que a comunidade está sendo prejudicada e precisa em caráter de urgência ou não da intervenção dos órgãos competentes. O sistema completo contém uma segunda aplicação que será para uso exclusivo dos servidores municipais, o sistema será disponível na web, onde serão recebidas e armazenadas todas as reclamações enviadas através do aplicativo móvel. Este ambiente, disponível na web, possibilita a visualização da geolocalização dos problemas no mapa, geração de relatórios e históricos de problemas relatados anteriormente. Este trabalho relata também testes realizado na cidade de Abaetetuba, com a colaboração de funcionários da administração municipal e usuários comuns de plataforma móvel.
Responsável: Prof. Diovanni Araújo

Título: Sistema Web de Ensino e Tradução de Línguas Amazônicas para Língua Portuguesa
Resumo: Atualmente diversas webpages disponibilizam em tempo real tradução e plataformas de ensino-aprendizagem de outros idiomas. No entanto, quando discutimos sobre línguas amazônicas ainda temos um espaço a ser preenchido. A internet exerce um papel muito forte relacionado a divulgação e manutenção do conhecimento, pois através de tal ferramenta é possível adquirir a informação de maneira rápida. Portanto, este projeto visa o desenvolvimento de um sistema tradutor on-line de línguas amazônicas para a língua portuguesa, proporcionando o interesse em línguas amazônicas e popularizar a discussão sobre o tema proposto através de um meio de grande acesso. De acordo com a organização socioambiental povos indígenas do Brasil existem 180 línguas e dialetos indígenas no Brasil, os quais ainda não possuem o seu merecido espaço de divulgação e podem desaparecer em caso de desvalorização e esquecimento por parte de governantes e pesquisadores. Com tamanha riqueza é possível desenvolver inúmeros trabalhos acadêmicos relacionados a coleta de dados e a reaproximação do povo com as suas origens primais. A sociedade brasileira possui pouco acesso a cultura indígena brasileira, assim grande parte da população ainda confunde pensamentos sobre os povos indígenas que falam tupi. No entanto, o tupi, assim como o macro-jê, são troncos linguísticos – base semelhante para diversas línguas de povos indígenas. Tais problemáticas ainda são corriqueiras, pois ainda não se explorou em escolas e na internet, de forma consolidada, a divulgação e ensino das línguas indígenas. Diferente do Brasil, a Espanha apoia e motiva em algumas regiões a manutenção de línguas paralelas como o catalão. Este idioma é aprendido nas escolas da cidade de Barcelona e em cidades próximas a capital do estado catalão. Além disso, o catalão é divulgado e ensinado através da internet, popularizando-o e o tornando conhecido mundialmente.
Período: Julho/2015 a Julho/2016
Coordenador: Prof. Diovanni Araújo
Bolsistas: Adimilson Pantoja Farias, Marleude Pantoja Cristo Moura.
Voluntários: Cristiany Carvalho Cardoso, Danielle Alves Goncalves, Pablicia Dias de Farias

Título: Desenvolvimento de Aplicativos para Celulares: Oficina para Alunos da Rede Pública de Cametá
Resumo: A busca constante por usuá¡rios de todo o mundo por aplicativos e jogos para celular das plataforma portáteis usando iOS/Android esta em exponencial crescimento. Além disso, a venda crescente de dispositivos celulares, também chamados de smartphones, vem beneficiando o desenvolvimento para as plataformas móveis. Como este modelo de negócios é recente, ou seja, possuí­ aproximadamente 5 anos, o mercado ainda é pouco complexo, aberto e atrativo para novas iniciativas e para empresas start ups que estão surgindo com novos produtos. Novos aplicativos e jogos estão sendo criados e publicados diariamente via Android Market, o qual parece um bom caminho para a distribuição e criação de renda. Desta forma, este projeto visa popularizar o desenvolvimento de aplicativos e jogos para celular no municí­pio de Cametá, assim estimulando o empreendedorismo e a ciência e tecnologia na região Tocantina. Ao final deste projeto, espera-se a formação de uma equipe profissional capaz de desenvolver seus próprios softwares.

Título: Ensino de Programação Básica para Desenvolvimento de Aplicativos Móveis em Escolas Públicas
Resumo: A busca constante por usuários de todo o mundo por aplicativos e jogos para celular esta em exponencial crescimento. Além disso, a venda crescente de dispositivos celulares, também chamados de smartphones, vem estimulando cada vez mais pessoas a investirem tempo e dinheiro na tarefa de desenvolvimento para as plataformas móveis. Como este modelo de negócios é recente, ou seja, possuí aproximadamente 5 anos, o mercado ainda é pouco complexo e atrativo para novas iniciativas e para empresas "startups" que estão surgindo com novos produtos nos últimos anos. Desta forma, este projeto tem como objetivo oferecer oficinas e palestras referentes ao desenvolvimento para plataformas móveis, ou seja, a criação de aplicativos para dispositivos móveis como smartphones e tablets, a partir dos esforços que já vem sendo empregados pela Faculdade de Sistemas de Informação do Campus Universitário do Tocantins/Cametá no que se refere à extensão das atividades acadêmicas junto ao público interno e externo da Universidade. Desta forma, se pretende despertar nos alunos que estão concluindo o ensino médio em escolas públicas a familiaridade com lógica básica de programação e desenvolvimento de novas tecnologias através do incentivo da produção de conhecimento/conteúdo que visa estimular o futuro ingresso do aluno no curso de Sistemas de Informação. Além disso, as palestras e oficinas também serão oferecidos para alunos da Universidade Federal do Pará, visando complementar as competências curriculares.

Título: O uso de metodologias híbridas no desenvolvimento de Software: Um estudo de caso em uma Fábrica de Software
Resumo: Nesse trabalho é abordado uma análise dos atuais métodos de desenvolvimento de software utilizando o paradigma da metodologia híbrido na indústria de software, baseadas em publicações que já contribuíram com a comunidade científica e acadêmica através de pesquisas e um estudo de caso abordando o tema. Primeiramente, aborda-se uma série de acontecimentos, em ordem cronológica, que vão desde as primeiras soluções pensadas para fazer frente à crise de software até o surgimento dos métodos híbridos. Em seguida, são detalhadas algumas metodologias mais conhecidas, tanto tradicionais, quanto ágeis. Feito isso o uso dos paradigmas híbridos é descrito, e por fim, o trabalho é concluído com a análise de um estudo de caso de uma empresa de software paraense de métodos híbridos, que unem práticas dos métodos clássicos e ágeis.
Responsável: Prof. Silvério Sirotheau

Título: Aplicativo de CAA Móvel com suporte a Interface de Comunicação Bluetooth
Resumo: Este trabalho apresenta um aplicativo de Comunicação Alternativa e Aumentativa (CAA) que utiliza a combinação de símbolos e elementos sonoros para criar processo de comunicação e interação para indivíduos com problemas de oralidade. O aplicativo foi desenvolvido na plataforma Android e executa em Tablets de diversos modelos: Samsung, Positivo, Motorola, LG e Space BR. O aplicativo chamado de "Pro Comunique" possui diversos recursos: gerenciamento de pranchas de comunicação, o uso de seleção preditiva para ligar símbolos com as pranchas, sintetizador de voz português Brasileiro ou registro do áudio pelo terapeuta ocupacional. Além disso, a aplicação implementa método de escaneamento. Este método irá melhorar a interação com aplicativo para as pessoas com deficiência motora e que impendem de alguma forma o toque na tela do Tablet. Para apoiar este método, o aplicativo utiliza-se de um dispositivo chamado Bluetooth Switch Interface para realizar os eventos: selecionar item e iniciar escaneamento. [Artigo publicado]
Responsável: Prof. Elton Sarmanho
Bolsista: Antônio Vicente

Título: Sistema Online de Gestão de Recursos da UFPA Campus Cametá
Resumo: Este trabalho visa fornecer um sistema de gestão de recursos públicos para o campus universitário de Cametá da Universidade Federal do Pará. O sistema deverá gerenciar recursos requisitados pelas faculdades que compõem este campus, dando maior transparência aos recursos consumidos por cada faculdade, limitando-as caso necessário. Toda a infraestrutura será implantada na rede local do campus.
Responsável: Prof. Elton Sarmanho
Bolsista: Charles Viana

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página